(11) 95786-8494Meu Carrinho:
0item(s)

Nenhum produto no carrinho.

Product was successfully added to your shopping cart.

Propionato de Testosterona 100mg / 10ml - Pharma Plix

Cód. do Produto: 0130

Seja o primeiro a avaliar este produto

Descrição Rápida

Produto 100% ORIGINAL  


Muita confusão é feita quando se fala de testosterona, e grande parte disso é proveniente do incontável número de ésteres desta droga que estão disponíveis nos dias de hoje. Para que os efeitos da testosterona e seus ésteres sejam melhor compreendidos, precisamos entender que toda testosterona esterificada (propionato de testosterona, cipionato de testosterona, etc) é uma pró-droga, ou seja, uma susbtância inativa que será metabolizada no organismo após administrada, produzindo metabólitos ativos que irão proporcionar os efeitos desejados. Em outras palavras, a testosterona esterificada não promove efeito algum. Dessa forma, é preciso que a testosterona seja separada do seu éster para que ela exerça qualquer função no organismo. Esse fato levou muitos autores e usuários a acreditar que o éster atrelado à testosterona seria responsável apenas por alterar a sua meia-vida, de forma que os efeitos da testosterona seriam os mesmos, independente de qual fosse o éster (2). Desta crença se originou a tão famosa frase “testosterona é testosterona”. Contudo, na prática, a utilização de ésteres diferentes resulta em efeitos diferentes, e essa diferença de ação é bem conhecida há algumas décadas, tanto pelos usuários quanto por alguns pesquisadores que se interessaram pelo assunto. No entanto, testosterona continua sendo testosterona e a maioria dos seus efeitos são comuns a todos os ésteres. Dessa maneira, os efeitos comuns da testosterona serão enumerados e, em seguida, as diferenças decorrente dos diferentes ésteres.

R$138,00

Disponível: Em estoque

Detalhes

A testosterona é um hormônio produzido de maneira endógena tanto em homens (nos testículos), quanto mulheres (nos ovários) e é responsável por funções que variam desde as características androgênicas até as características anabólicas nos indivíduos.

 Com diferentes níveis de produção, a testosterona demonstra uma maior quantidade em homens, motivo pelo qual ocorrem as grandes diferenças entre o sexo masculino e feminino. 

 Entre essas diferenças, além das androgênicas, podemos citar as anabólicas e isso é um dos motivos que justifica que homens possuem maior quantidade de massa muscular, menor percentual de gordura corpórea, maior desempenho físico e um metabolismo mais rápido (apesar de nem todo caso ser via de regra).

 Apesar de toda essa eficiência e todas essas funções, a testosterona é um hormônio fraco, o qual possui ação de apenas algumas horas no corpo. Por essa característica de baixa duração no corpo, com a tecnologia, tornou-se possível a modificação de sua molécula inserindo alguns ésteres de diferentes características, proporcionando também diferentes características à testosterona.

 Mesmo sendo produzida de maneira endógena (interno), a testosterona não é suficiente para promover ganhos avassaladores. Assim, normalmente, atletas que buscam o alto rendimento e/ou o brusco aumento da massa muscular, recorrem a meios exógenos (externos) os quais fazem seus níveis aumentarem significativamente no corpo e gerar os efeitos desejados.

 A testosterona possui um ratio de anabolismo e androgenismo de 1:1, significando que ela é tanto androgênica quanto anabólica na mesma proporção.

 O propionato de testosterona é capaz de aumentar os níveis de nitrogênio no músculo, significando maior anabolismo, é capaz de aumentar os níveis de IGF-1, que melhora tanto aspectos hipertróficos quanto hiperplásicos, aumentar os níveis de GH, entre outros.

 A testosterona pode ser convertida em estrógeno, pela enzima aromatase ou pode ser convertida, através da enzima 5-alfa-redutase, em dihidrotestosterona, mais conhecido como DHT.

 Dessa forma, torna-se interessante que algum inibidor de aromatase seja utilizado durante e após o ciclo de testosterona, tal qual o Arimidex ou o próprio Letrozol.

 O propionato de testosterona nada mais é do que a testosterona com éster de propionato. Sendo assim, esse éster serve para aumentar a meia-vida da substância. Entretanto, esse é um éster de meia-vida curta, de aproximadamente 1-2 dias.

 Portanto, seu aumento não é significativo, sendo necessárias várias doses por dia. Porém ele é muito menos propenso a causar problemas relacionados a aromatização, por se ligar por um curto tempo com os receptores androgênicos. 

 Dessa forma, evitando problemas como retenção hídrica e dando uma ótima qualidade muscular, uma droga altamente eficaz em períodos de redução de gordura corpórea e/ou pré-competição.

 Entre as muitas combinações que podem ser feitas com propionato, estão desde as que visam ganhos em offseason até as fases de pré-competição, demonstrando sua versatilidade. 

 Ela pode ser combinada basicamente com quaisquer outras drogas, inclusive com outras testosteronas, servindo como um start up em ciclos diversos. 

 Quando combinado com stanozolol ou boldenona pode construir ganhos sólidos em um shape seco e denso.

 Suas dosagens podem variar desde aplicações de 100mg dia sim,dia não,ou todos os dias, e pode ser aumentada em doses mais cavalares, passando de 1g na semana.

Mulheres costumam utilizar o Propionato em dosagens de 50mg. Mas o risco de virilização ainda é extremamente alto.

Tags do Produto

Use espaços para separar as tags. E aspas simples (') para frases.

  1. Seja o primeiro a avaliar este produto

Queremos saber sua opinião

Como você avalia este produto? *

  1 estrela 2 estrelas 3 estrelas 4 estrelas 5 estrelas
Quality
Value
Price

This is custom tab. You can add custom tab as an attribute for entire products, or for each categories. You can add CMS content such as sizing guide or videos to enhance product detail.